sábado, 11 de setembro de 2010

Tradução: Boys For Pele [PARTE 2]

Muhammad My Friend (Muhammad, Meu Amigo)

Muhammad, meu amigo
É hora de contar ao mundo
Nós dois sabemos que foi uma garota,
Lá, em Belém
E naquele dia fatídico,
Quando ela foi crucificada,
Usava um Shiseido¹ vermelho,
E nós bebemos chá a seu lado

Doce, doce, doce...
Costumava ser tão doce para mim

Muhammad, meu amigo
Estou ficando muito assustada
Ensine-me como amar
Os irmãos meus
Que não conhecem a lei
E sobre o acordo no trapézio voador,
Tenho uma mão de manteiga de amendoim...
Mas o Mel de fato pingou dentro
Da Hospedaria da Gota de Orvalho

Doce, doce, doce...
Entre os garotos e as abelhas

E Moisés, eu sei,
Eu sei que você viu fogo
Mas você nunca viu fogo de verdade,
Enquanto não tiver visto o Sopro de Pele
E eu nunca vi a luz
Mas com certeza, já vi o ouro...
E Gladys, guarde um lugar para mim
Em sua vinha
Até eu ganhar meu próprio programa de TV

Ashre, ashre, ashre, ashre...
E seu eu perder meu Cracker Jacke²
Nas ondas da maré,
Eu ganho um lugar no roupão emborrachado
Do Papa

Muhammad, meu amigo
É hora de dizer ao mundo
Nós dois sabemos que foi uma garota,
Lá, em Belém

¹ “Shiseido” é uma conhecida marca de cosméticos.
² Doce feito de pipoca caramelada e amendoim (Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Cracker_Jack).

Hey Jupiter (Ei, Júpiter)

Ninguém atende ao telefone
Acho que sou eu, e só eu...
E esta pequena masoquista
Está pronta para confessar
Tudo aquilo que nunca imaginei
Que ela poderia sentir
Ei, Júpiter
Nada permaneceu como antes...
Então, você está feliz?*
Você está triste?*
Pensei que nós dois podíamos
Usar um amigo como apoio...
E pensei também que não teria de
Ser com você
Algo novo

Às vezes,
Respiro você,
E eu sei, você sabe disso
Às vezes, você dá um mergulho...
Encontrei seus dizeres em minha parede
Se meu coração pinga de tão úmido,
É porque suas botas, garoto, podem causar um estrago
Ei, Júpiter
Nada permaneceu como antes...
Então, você está feliz?
Você está triste?
Pensei que nós dois podíamos
Usar um amigo como apoio...
E pensei também que você não teria de
Ser para mim
Um disfarce

Achava me conhecer tão bem,
Todas as bonecas que tive
Pus meu couro na estante,
Seu apocalipse foi fabuloso
Para uma garota que não podia escolher
Entre o chuveiro e a banheira...

E pensei que não teria de
Ser com você
Somente uma revista

Ninguém atende ao telefone
Acho que ficou claro,
Ele se foi
E esta pequena masoquista
Está levantando seu vestido
Acho que já pensei um dia ser incapaz
De sentir o que estou sentindo...
Ei, Júpiter
Nada permaneceu como antes...
Então, você está feliz?
Você está triste?
Pensei que nós dois podíamos
Usar um amigo como apoio...

Ei, Júpiter
Nada permaneceu como antes...
Então, você está seguro?
Agora que já passamos por isso...
Pensei que nós dois podíamos
Usar um amigo como apoio

Ei, Júpiter

* No original, a letra diz nessa parte: "Are you gay? Are you blue?", o que indica uma segunda conotação, relativa à orientação sexual do interlocutor.

Versos adicionais da Dakota Version: Eu sigo, dia após dia...
Eu sei onde ficam os armários de louça...
Eu sei onde o carro foi estacionado...
Eu sei, ele não é você...

Way Down (O Fundo do Poço)

Talvez eu seja o arrebol
Pois estou com uma atadura, você sabe...
Você não ouve a gargalhada no fundo do poço?

Talvez eu seja o repórter-âncora,
Jantando com o filho do Sam
Um cabelo muito dado a conversar, no fundo do poço

Vou conhecer uma Grande e Corajosa Estrela
Vou dirigir seu ótimo carrão...
Vou ter tudo isso aqui,
No fundo do poço

O fundo do poço
O fundo do poço
O fundo do poço
(Ela conhece, vamos lá...)
O fundo do poço
O fundo do poço
O fundo do poço...
Ela conhece...

Little Amsterdam (Pequena Amsterdã*)

Pequena Amsterdã,
Numa cidade do Sul
Canjica, tenha isso num prato,
Garota
Mama, mantenha sua cabeça baixa
Mama, não era minha bala...

Não me faça voltar ao alcance da arma
Ao alcance da arma...
Estou somente saindo da célula em meu cérebro
Não me faça voltar ao alcance da arma
Ao alcance da arma...
Pois, garotas, vocês precisam saber por esses dias
Qual o seu lado

Mama se deu mal,
Ela amou um homem pardo
Então, ela construiu uma ponte,
Na cama do Xerife
Ela faria qualquer coisa para salvar seu homem
Veja que suas azeitonas são prensadas a frio
E seu melhor amigo é um vestido de sol...
Mas Mama! Não era minha bala...

Não me faça voltar ao alcance da arma
Ao alcance da arma...
Estou somente saindo da célula em meu cérebro
Não me faça voltar ao alcance da arma
Ao alcance da arma...
Pois, garotas, vocês precisam saber por esses dias
Qual o seu lado

Completamente só, tenho uma garota na cidade
Ei, tenho um quarto e um lugar para dois
Tenho um bode e um telefone, eu disse, garoto...
Você é minha Quinta Avenida

De voltas em voltas e voltas vou
De voltas em voltas, desta vez para continuar lucrando
(Diga algo ao carrasco por mim, meu bebê)
De voltas em voltas e voltas vou
De voltas em voltas, desta vez para continuar lucrando
(Diga algo ao carrasco por mim... Eu e meu bebê)
Pai, apenas você pode salvar minha alma
E tocar este órgão deve contar por alguma coisa...
Alguma coisa!
Garotas, vocês precisam saber por esses dias
Qual o seu lado

Pequena Amsterdã,
Fechado hoje
Eles a enterraram com um buquê de favas
E o Xerife agora não pode mais cavalgar
Como ele disse que faria, sob o pôr-do-sol
E não direi
Que ele não deveria ter pagado...
Mas Mama!
Não era minha bala.

* “Little Amsterdam” da canção deve ser um prostíbulo. Ele foi assim retratado em sua ótima história do Comic Book Tattoo:
http://1.bp.blogspot.com/_ZnzxqBAeYp8/SNAPobidgSI/AAAAAAAACJM/iq3Su9cNGiE/s400/cbt+little+amsterdam.jpg.

Talula*

Parabenizo-lhe,
Disse que você tinha uma língua dupla
Mexendo o bolo e o pão...
Diga “adeus” a uma garota de glíter
Talula, Talula
Eu não quero perdê-la
Ela deve valer pela perda,
Se algo nesse mundo
Tiver valor
Talula, Talula | açúcar
Ela está novinha em folha para você | Doce amor
Dentro de seu carregador de bebês | Suavemente
Seu pequeno cookie de figo

Diga “adeus” agora, baby, temos de ir...
Diga “adeus”, baby, ao Velho Mundo

Esbarrei com o escudeiro que decepou Ana Bolena**
Ele fez isso rápido, um homem misericordioso
Ela disse que um mais um são dois | Talvez eu seja um homem feliz
Mas Henrique** disse que eram três | Talvez eu seja um melão honeydew
Pois que seja, | Talvez seja só um trabalho ruim
Aqui estou | Talvez seja o que você é

Talula, Talula
Eu não quero perder isto
Isto deve valer pela perda,
Se algo nesse mundo
Tiver valor
Talula, Talula | Ouça
Ela está novinha em folha para você | Baby
Dentro de seu carregador de bebês | A ceia está...
Seu pequeno cookie de figo | Esfriando

E Jamaica,
Você sabe, sabe mesmo o que eu fiz?
Maria M¹, tecendo, disse:
“O que vocês querem está no sangue, Senadores²...
O que vocês querem está no sangue, Senadores”
Eu tenho o Garibaldo³ na linha de pesca
Com um pouco de um grito, um pouco de um grito
Um pouco de uma tromba raivosa
Ele é minha prostituta predileta, entre todos da turma
E eu sei sobre sua única Noiva
E sobre como os russos morrem no gelo
Estou usando meu chapéu de estupro, amor
Mas eu sempre pude tê-lo como um acessório
E eu nunca me preocupei tanto com dinheiro
Mas eu sei, agora, querido
Que ele está nas mãos de Deus
Mesmo não sabendo ainda quem é o Pai...

Talula, Talula
Eu não quero perdê-lo
Ele deve valer pela perda,
Se algo nesse mundo
Tiver valor
Talula, Talula
Ele está novinho em folha para você,
Dentro de seu carregador de bebês
Seu pequeno cookie de figo...
Seu pequeno cookie de figo...
Seu pequeno cookie de figo

* Sinceramente, não sei quem ou o que é Talula. Disseram-me certa vez ser uma consorte do demônio que dança para ele. Tori já se referiu à ideia de dança quando explicou esta canção.

** “Ana Bolena” e “Henrique” são personagens reais da nobreza inglesa, no século XVI (Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ana_Bolena).

¹ “Maria M”, na minha opinião, é Maria Madalena.

² Aqui, foram traduzidos “Sangue” e “Senadores” separadamente. Porém, em alguns fóruns estas palavras formam uma expressão única, “Senadores de Sangue”.

³ “Garibaldo” é de fato o personagem da Vila Sésamo, em inglês “Big Bird”.

Versos adicionais do Tornado Mix: Ele está perseguindo tornados
Enquanto eu aguardo, calmamente
Perseguindo... Ela... Ei...

Not The Red Baron (Não O Barão Vermelho)

Falado: “Que língua?” Não, holandês
Não o Barão Vermelho
Não Charlie Brown
Penso ter a mensagem cifrada...
Outro piloto abatido
E são eles demônios com auréolas e belas capas,
Levando-os para as chamas?

Não Judy G
Não Jean, Jean, Jean com seu coração santificado
Eu veja essa imagem entrando
Nas chamas...
A cada passo
A cada belo salto pontiagudo
“Ei”, disse

Não o Barão Vermelho, tenho certeza
Não o maravilhoso cão de Charlie
Não alguém a quem eu realmente conheça...
Só outro piloto abatido
Quem sabe eu cante para ele um último sonzinho...
Alguns de lá conhecem garotas com laços de fita vermelhos
Os mais lindos
Laços
Vermelhos

Nota: pensamos também que “Not The Red Baron” poderia ser traduzida como “Sem o Barão Vermelho”. Decidimos optar por “Não o Barão Vermelho”, mas fiquem à vontade para opinar sobre as hipóteses.

Agent Orange (Agente Laranja)

Tenho de lhe dizer o que ouvi
Do Agente Laranja
O Senhor Bronzeado
Senhor “Homem Feliz”
Senhor “Eu conheço garotas
Em todas as turnês mundiais”
Senhor Agente, sim...
Ele é meu favorito
E não, não entendem...
Ele tem fãs de óleo de palma
Sim, ele está lá e acolá,
Em todo lugar
E tem um A à Z...
Uma cidade subaquática
Onde ele nada
E nada...

Doughnut Song (A Canção do Donut)

Tinha comigo um truque, um pontapé e sua mensagem...
Você nunca ganhará peso devido ao buraco de um donut
Então pensei ser capaz de decifrar sua mensagem
Não há ninguém aqui, querido...
Ninguém mais

E se estou gastando todo seu tempo, desta vez
Talvez você nunca tenha aprendido a receber
E se estou no aguarde de sua sombra,
Acho que já passei de todos os limites

E homens do sul podem virar ouro | Você pode me dizer que é o fim
Podem ficar petulantes | É o fim
Sangue pode ser petulante | Você pode me dizer
Como um homem delicado | Sobre, sobre seu ombro...*
Do cobre ao aço, até uma dobradiça vacilante | Você pode me dizer que é o fim, é o fim
Que lhe deixa entrar, deixa entrar, deixa entrar... | Venha a Houston

E se estou gastando todo seu tempo, desta vez
Talvez você nunca tenha aprendido a receber
E se estou no aguarde de sua sombra,
Acho que já passei de todos os limites

Alguma coisa está lhe entorpecendo...

Você me disse, noite passada,
Que você era um sol agora
Com o seu próprio e devotado satélite
Feliz por você,
E estou certa de que lhe odeio!
Dois filhos, tantos fogos capazes, ei, sim...

E você me fez perder todo meu tempo, desta vez | Você pode me dizer que é o fim | Eu lhe vi
Eu disse que você nunca aprendeu a receber | Você pode me dizer, sobre, sobre seu ombro
E se estou no aguarde de sua sombra,
Acho que já passei de todos os limites...
Acho que já passei de todos os limites

Tinha comigo um truque, um pontapé e sua mensagem...
Você nunca ganhará peso devido ao buraco de um donut

* Tori faz um jogo com a palavra “over” nos vocais incidentais de Doughnut Song: “You can tell me it’s over” pode significar tanto “você pode me dizer que é o fim”, como “você pode me dizer que isto está sobre – sobre seu ombro”.

In The Springtime Of His Voodoo (Na Mocidade De Seu Vodu)

Parada numa esquina em Wislow, Arizona
Certa de estar na canção errada
Duas garotas, 65, têm um pedaço preso ao banco traseiro
“Querida, estamos recuperando cristãos!”

Na mocidade de seu vodu,
Ele iria me mostrar primavera...

E justo lá, por um minuto,
Eu lhe conhecia tão bem...
E justo lá, por um minuto,
Eu lhe conhecia tão bem...

Tenho uma buceta raivosa,
Garotas, vocês sabem do que estou falando...
Quando todo esse requebrado não faz o truque!
Eu, esmagada sanitariamente...
Sr. Sulu*,
Velocidade Warp*
Velocidade Warp...
Sim, sim, sim, sim... Ei!

Na mocidade de seu vodu...
Na mocidade de seu vodu...

Todos os caminhos conduzem de volta à minha porta | E justo lá, por um minuto
Todos os caminhos que eu seguirei... | Eu lhe conhecia tão bem...
Todos os caminhos conduzem de volta à minha porta | E justo lá, por um minuto
Todas as cruzes estão ocupadas... | Eu lhe conhecia tão bem...

E eu sei que ela não é tão atraente assim, garotos...
Eu disse saber que ela não é tão atraente assim, mas...
Vocês têm algo a pagar!
Algo a pagar, às vezes...
Vocês têm algo a pagar, garotos,
Quando forem o brilho solar de suas mamães...
Vocês têm de dar algo, às vezes,
Quando forem a mais doce cereja
Numa torta de maçã...
Preciso de um pouco de vodu nestas ameixas!

Na mocidade de seu vodu
Na mocidade de seu vodu, sim...
Ele iria me mostrar primavera...

* “Sr. Sulu” e “Warp Speed” são referências diretas ao seriado Star Trek, sendo o primeiro um dos personagens (Hiraku Sulu - http://en.wikipedia.org/wiki/Hikaru_Sulu), e a segunda a velocidade com a qual viajaria a Starship Enterprise (http://3pillarsofwits.files.wordpress.com/2008/07/starship-enterprise.jpg), nave espacial do seriado. “Warp Speed” deriva de “Warp drive”, um movimento mais rápido que a luz (http://en.wikipedia.org/wiki/Warp_speed#Warp_velocities). Neste link: http://www.sciencedaily.com/releases/2009/05/090507175838.htm - há ainda um artigo interessante de dois físicos (mesmo) sobre as possibilidades de viajar nesta dita velocidade.

Putting The Damage On (Assumindo Os Danos¹)

Cola,
Presa a meus sapatos
Alguém sabe o porquê de você brincar
Com uma casca de laranja?
Você disse que arrumou minhas coisas,
E separou o que (nelas) era meu
Agora, você saiu para o topo da montanha...
Eu digo, “as pernas magras dela podiam usar o sol”
Mas agora, desejo somente
A minha melhor impressão,
Da minha melhor Angie Dickinson²...
E agora também tenho de me preocupar
Pois, garoto, você ainda parece bonito
Quando está assumindo os danos
Quando está assumindo os danos...

Não me faça ter de arranhar sua porta,
Eu jamais lhe deixaria por um banjo
Eu só me virei por um poodle
E uma corveta,
E minha impressão
Da minha melhor Angie Dickinson...
Mas agora tenho de me preocupar
Pois, garoto, você ainda parece bonito
Quando está assumindo os danos
(Bonito)
Quando está assumindo os danos...

Estou tentando não me mover,
É só seu fantasma passando...
Eu disse,
Estou tentando não me mover
É só seu fantasma passando
Só seu fantasma
Passando
E agora,
Estou bem certa...
Há uma luz em seu pelotão
Eu nunca vi uma luz se mover
Como a sua
Move-se por mim
Então, agora, desejo somente
A minha melhor impressão,
Da minha melhor Angie Dickinson...
E agora também tenho de me preocupar
Pois, garoto, você ainda parece bonito
Para mim

Mas, agora, tenho para onde ir
Eu tenho um bilhete para sua última apresentação
E agora, estou me preocupando
Pois, ainda assim,
Você é com certeza bonito
Quando está assumindo os danos...
Sim
Quando está assumindo os danos,
Você é tão bonito...
Quando está assumindo os danos

¹ Literalmente, “Putting the damage on” seria “vestindo os danos”. No entanto, por preferência pessoal, preferi usar “assumindo”.

² Angie Dickinson é uma atriz estadunidense, mais conhecida pelo seu papel de Sargenta Suzanne ‘Pepper’ Anderson na série Police Woman (Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Angie_Dickinson).

Twinkle (Cintilo)

Certamente,
Essa estrela é capaz de cintilar
E você a vê, fazendo isso
Garoto durão... Garoto durão...
Mas eu conheço uma garota
Duas vezes mais durona
E eu tenho certeza,
Tenho certeza de que ela está vendo, também
Disse não importar qual o laço que ela tem
Em sua adequada penteadeira...
Eu sei, ela vê essa estrela

Vai cintilar
Vai cintilar
Vai cintilar...

Da última vez que soube, ela trabalhava numa Abadia, do Iowa
Ela disse, “Eu matei um homem, T
Preciso ficar escondida neste mosteiro”
Mas eu posso ver essa estrela
Quando ela cintila,
E ela cintila...
Pois de fato posso,
E isso significa
Que de fato posso
Isso significa
De fato posso...

Tão dura...
Tão dura

Por Hernando Neto.

2 comentários:

Hamilton disse...

com linceça
eu gostaria de falar sobre a musica Talula
"Talula" é uma das nove musas da mitologia grega,era a musa da comédia que vestia uma máscara cômica e portava ramos de hera. É mostrada por vezes portando também um cajado de pastor, coroada de hera, calçada de borzeguins e com uma máscara na mão. Muitas de suas estátuas têm um clarim ou porta-voz, instrumentos que serviam para sustentar a voz dos autores na comédia antiga.
tambem conhecida como "Talia" ou "Thaelia"

Hamilton disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.