domingo, 30 de julho de 2017

[Tradução] Letra oficial de Cloud Riders + trechos de outras canções

Olá, toriphiles!

Ontem o Toriphoria / Yessaid divulgou a letra completa de Cloud Riders, além de pequenos trechos de outras músicas do Native Invader. Pelo pouco que sabemos, o disco tratará bastante da divisão do indivíduo e suas implicações na sociedade. Confira a seguir a tradução completa do primeiro single, bem como dos versos já divulgados.

Cloud Riders (Cavaleiros das Nuvens)
[Leia a original AQUI]

De pé na beira do precipício
Nunca pensei que seria assim
Uma calmaria mortal antes da tempestade
Nenhum som de seus motores
(Do outro lado)
Vi uma estrela cadente às 4:22 da manhã

Um disparo em aviso dos demônios do ritmo
Ou dos pregadores de guitarra
Fui tocada por ambos,
E pelo Espírito Santo
(Do outro lado)
Vi uma estrela cadente às 4:22 da manhã

Debaixo de todas essas estrelas,
Eu disse, “Não, pare!
Não vou desistir de nós”
E não estou indo a lugar algum
Annie*, pegue seu baixo elétrico
Ajude-me a invocar a Lua de Outubro
Você então brada, “Corra por abrigo!”
Eu grito, “Acelere a Triumph**!”
Você diz, “baby, já é tarde demais
Dos Cavaleiros das Nuvens não há escapatória”
Querido, para que esse cobertor?
Saindo desta tempestade —
Nós iremos sair desta tempestade

Entalhei um sigilo invertidoª
Às nove portas para descobrir
Os segredos das Árvores
Certa vez já as ouvi cantando
(Do outro lado)
No passado, os Deuses do Trovão
Costumavam lançar ao vento nossa sorte
Mas então perdi contato
Perto de quando a carruagem dela
(Do outro lado)
Uma carruagem levada por gatos
Ronronando, “nós retornaremos”
Do outro lado
“Garota, já é tempo de pegar sua vida de volta”

* "Annie" deve ser a poeta norteamericana Annie Finch, escritora de um poema chamado October Moon (veja verso seguinte).
** "Triumph" é uma marca de motocicletas.
ª "Stave against the grain", traduzido como "sigilo invertido", trata-se de uma referência à magia medieval europeia. Pode referir-se também à cosmologia nórdica, o que vem a calhar com outras imagens da canção: a carruagem levada por gatos é uma alusão a Freyja, e as nove portas podem representar os nove mundos da Yggdrasil, grande árvore que os conecta. Obrigado, Netto Sousa, pelas informações.

Versos traduzidos de outras canções
[Leia os originais AQUI]

Reindeer King — “Sua mente foi separada de sua alma”
Wings — “Garotos crescidos precisam chorar”
Broken Arrow — “Melodias (songlines) ancestrais cantam para despertar a Dama Liberdade”
Breakaway — “O intuito deles: dividir até não haver lados para tomar”
Wildwood — “Ela disse, ‘a única maneira de mudar nossa sina é fazendo chover’”
Chocolate Song — “Chocolate delicioso e acetinado”
Climb — “O templo da alma terá de curar a carne”
Bats — “Os Entes Queridos estão aqui comigo”
Benjamin — “Esses cafetões em Washington estão vendendo o estupro da América”
Mary’s Eyes — “Hinos presos na memória dela”

Nenhum comentário: